Lavazza – Crema e Gusto (Itália)

Ganhei este café da minha amiga Isabela, trazido diretamente da Itália.

Apesar de a embalagem não ter válvula  e nem as presilhas metálicas, dei nota 4,00 porque ela contém muitas informações sobre o ponto de torra, espessura da moagem, destinação, composição, entre outras.

Lavazza Crema e Gusto

Lavazza Crema e Gusto

A composição deste café é de 30% Arábica e 70% Robusta, com o ponto de torra entre médio e escuro. Sua destinação é para cafeteira italiana, mas isso não me impediu de experimentá-lo em minha máquina de espresso. Das duas maneiras consegui excelentes resultados.

Lavazza Crema e Gusto

Lavazza Crema e Gusto

A bebida é muito encorpada, cremosa e com coloração bem escura. É rica em aromas e bem balanceada. O aftertaste é incrível, em minha opinião é sua melhor qualidade.

Infelizmente, não consegui encontrar este café à venda por aqui, nem em sites brasileiros. Uma opção que ainda não testei é encomendá-lo na Amazon.

Lavazza Crema e Gusto

Lavazza Crema e Gusto

Análise:

  • Facilidade de compra: 1,00
  • Embalagem: 4,00
  • Qualidade do pó: 5,00
  • Aroma pré extração: 4,00
  • Aroma pós extração: 4,00
  • Corpo: 5,00
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 5,00
  • Aftertaste: 5,00
Total de Pontos no Ranking: 43,00

Café Cocla Cusco Gourmet (Peru)

Este café é cultivado em Cusco, cidade no Peru situada no sudeste do Vale de Huatanay ou Vale Sagrado dos Incas, na região dos Andes, a uma altitude de 3400 metros.

Cocla é uma cooperativa de produtores locais que, além de café, produzem chás, mel, chocolates e outros produtos agrícolas.

Em função de tratados internacionais, este café não pode ser comercializado aqui no Brasil e importá-lo em grandes quantidades não é possível. Esta amostra foi-me dada por um amigo, Luis Otávio, que a comprou durante uma viagem ao Peru.

Cocla Cusco Gourmet

Cocla Cusco Gourmet

Seus grãos são muito bem formados, quase sem nenhuma imperfeição. Seu ponto de torra é ligeiramente escuro, o que lhe garante um paladar mais amargo. Percebe-se notas que não são comuns a cafés nacionais, o que estimula a imaginação.

A bebida é bem balanceada e, devido a torra, tem uma leve predominância do amargor, mas sem prejudicar seu aftertaste.

Cocla Cusco Gourmet

Cocla Cusco Gourmet

Análise:

  • Facilidade de compra: 1,00
  • Embalagem: 4,00
  • Grãos: 4,50
  • Aroma pré extração: 4,50
  • Aroma pós extração: 4,00
  • Corpo: 4,50
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 4,50
  • Aftertaste: 5,00
Total de Pontos no Ranking: 42,00

 

Análise – Café Britt Torra Escura (Costa Rica)

Por que fazer uma torra escura em um café de qualidade?

Essa pergunta não me saía da cabeça desde quando vi este café. Consegui comprar um exemplar no México e, com algumas artimanhas, o recebi aqui no Brasil.

Este exemplar veio moído, destinado à cafeteira italiana ou prensa francesa e possui ponto de torra ligeiramente maior, o que lhe atribui uma coloração marrom escura.

Café Britt Torra Escura

Café Britt Torra Escura

Após tomar esta bebida, entendi o porquê da torra escura em um café de qualidade. As outras variedades do Britt possuem uma leve doçura característica, que neste caso, é amenizada com a torra, garantindo ainda um amargor um pouco mais acentuado, sem perder o equilíbrio.

Café Britt Torra Escura

Café Britt Torra Escura

Análise:

  • Facilidade de compra: 1,00
  • Embalagem: 5,00
  • Qualidade do pó: 4,00
  • Aroma pré extração: 5,00
  • Aroma pós extração: 4,50
  • Corpo: 4,50
  • Acidez: 4,50
  • Doçura: 4,50
  • Amargor: 5,00
  • Aftertaste: 4,50
Total de Pontos no Ranking: 42,50

* A caneca de ágata foi enviada pelo parceiro Lewe e pode ser adquirida no site: http://www.lewe.com.br/

Análise – Café Suplicy Torra Escura

Vou começar falando da embalagem, que possui uma válvula para restringir a entrada de ar e manter o aroma e qualidade do café por mais tempo. Uma presilha adicionada na parte superior da embalagem facilita a guarda do café depois de aberto. Esse detalhe é muito importante para quem não tem compartimentos selados para a guarda do café. Na embalagem estão presentes informações importantes sobre a origem e data que o café foi embalado.

Café Suplicy - Torra Escura

Café Suplicy – Torra Escura

O café, quando extraído, possui um corpo muito bom, a coloração caramelada e a densidade correta da espuma é muito fácil de se obter. Não precisei de muitas tentativas para achar a melhor configuração de extração para este café.

A sensação de baixa acidez e doçura com um leve tom de amargor garantem ao café um excelente aftertaste. O que mais apreciei neste café foi o leve toque de amargor e o excelente corpo.

Café Suplicy - Torra Escura

Café Suplicy – Torra Escura

O café em questão foi adquirido na cafeteria Suplicy de São Paulo, Itaim. Existem vários tipos de torras e blends à disposição do cliente.

Endereço:
R Dr. Renato Paes de Barros, 198 – Itaim Bibi
São Paulo – SP

[google-map-v3 width=”350″ height=”350″ zoom=”12″ maptype=”roadmap” mapalign=”center” directionhint=”false” language=”default” poweredby=”false” maptypecontrol=”true” pancontrol=”true” zoomcontrol=”true” scalecontrol=”true” streetviewcontrol=”true” scrollwheelcontrol=”false” draggable=”true” tiltfourtyfive=”false” addmarkermashupbubble=”false” addmarkermashupbubble=”false” addmarkerlist=”Rua Dr. Renato Paes de Barros, 198 – Itaim Bibi São Paulo – SP{}coffee.png{}Café Suplicy” bubbleautopan=”true” showbike=”false” showtraffic=”false” showpanoramio=”false”]