Fazenda Movimento

Recebi um convite, através do pessoal da PCR, para conhecer Luiz Fernando e a Fazenda Movimento, situada na cidade de Areado, Minas Gerais. Assim que chegamos à fazenda, fomos recepcionados com uma mesa posta para o café da manhã, típico da hospitalidade mineira.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

Antes de começar a falar da fazenda, preciso fazer uma breve descrição de Luiz Fernando, que é o idealizador e mantenedor de tudo o que vi por lá. Formado em Engenharia Agrônoma, neto e filho de agricultores, por muitos anos foi um gigante produtor de batatas, até que um dia resolveu plantar café. Em 2008, começou a dar forma à Fazenda Movimento, planejando as ruas e glebas onde os cafezais seriam formados.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

A forma como os pés de café foram plantados é bem diferente da forma que estou acostumado a ver em fazendas produtoras. As fileiras de café são intercaladas com fileiras de braquiária – uma espécie de mato que geralmente é combatida. Luiz Fernando explicou-me que a associação do plantio de braquiária e café gera vários benefícios à lavoura. Quanto maior o tempo de associação, mais benefício se tira. Na parte da fazenda com mais tempo de plantio não se faz necessário o uso de pesticidas e herbicidas, pois o equilíbrio gerado pela associação café + braquiária + biologia do solo tende a se manter muito estável.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

A diferença para as outras fazendas não para por ai. Inquieto com a comodidade, Fernando resolveu experimentar – em uma parte da fazenda – uma técnica que ele usava em outras culturas e, até então, nunca tinha sido testada com o café. Ele acrescentou ao solo um produto estimulador da biologia da terra. A experiência foi tão bem sucedida que o inventor e dono da empresa que produz este produto resolveu vir lá da Alemanha para conferir os resultados. Graças ao Fernando, em menos de 1 ano esta empresa quadruplicou suas vendas no sul de Minas.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

Como consequência da disposição planejada das ruas e glebas, a colheita é quase que inteiramente mecanizada e 5 funcionário são suficientes para ajudar Fernando a cuidar de toda fazenda.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

Alguns outros detalhes me chamaram a atenção na colheita. A regulagem da colheitadeira está ajustada para retirar ‘quase’ todos os grãos de café sem sacrificar a planta. Geralmente, quando uma colheitadeira passa, a planta fica toda danificada, quase sem folhas, mas aqui isso não acontece. Posteriormente, dois funcionários fazem a colheita manual dos café que a máquina não tirou.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

Fernando não colhe o café varreção! Cerca de 5% a 15% da colheita do café cai no chão e recebe o nome de café varreção. Sua característica é ser de baixíssima qualidade. Os agricultores o colhem para aumentar um pouco seu rendimento e, sobretudo, para evitar uma praga que costuma aniquilar a lavoura. Com a associação de plantio que expliquei acima, essa praga não consegue prosperar neste cafezal e Fernando abre mão de colher e processar um café que é de baixíssima qualidade.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

A colheita é processada gleba a gleba. Cada pequeno lote é separado e rastreado por todo processamento. Fernando tem o controle de cada tipo de café que colhe, de onde veio, como foi processado, secado e armazenado. Nesta parte da produção, Fernando tem algumas outras inovações. Ele passa o café que é colhido verde por alguns processos que agregam qualidade e trazem excelência ao resultado final da produção.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

A secagem da colheita é feita em dois terreiros e os café são movimentados manualmente – para não danificar os grãos. Como mencionei acima, cada pequeno lote é separado e rastreado. Eles recebem do pessoal da  PCR notas e caracterização individuais.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

A antiga sede da fazenda foi toda restaurada, mantendo as características originais das fazendas produtoras de café. Os resíduos não tóxicos da plantação são todos reaproveitados nas fases de produção e os tóxicos são purificados para poderem voltar ao meio ambiente.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

Não vejo um melhor nome para a Fazenda Movimento! Fernando está sempre inovando e sua mente encontra-se em um perpétuo e contínuo movimento. Por tudo que vi, não me surpreendo com a qualidade do Café Fazenda Movimento e garanto que surpresas boas vão brotar por aqui!

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

A produção deste ano está estimada em 4.000 sacos. Destes, 35% serão de cafés especiais ou micro lotes. Toda a produção é comercializa pela PCR.

 

Caffè D’Oro

Esta amostra de café foi-me enviada por Fábio Ruellas. Fábio é um especialista em café. Sua empresa, PCR, presta serviços de treinamento e aperfeiçoamento de todas as etapas envolvidas na produção do café. Isso lhe deixa em uma posição muito boa, pois está em constante contato com produtores de café, experimentando e classificando as safras produzidas.

O objetivo da marca Caffè D’Oro é incentivar as pessoas a buscarem um café de qualidade. A marca está sempre selecionando cafés superiores e incorporando-os ao seu blend. Infelizmente, esta marca não está tão disponível para compra. Atualmente, ela pode ser adquirida pelo site Caffè D’Oro e em alguns locais na região do Sul de Minas, principalmente na cidade de Areado.

Caffè D'Oro

Caffè D’Oro

Os grãos são muito bem formados, produzidos em Areado-MG, com torra média. Toda a produção é artesanal, os grãos são processados naturalmente, com variedades 100% Arábica. A peneira usada na separação é a 16, tipo 2/3.

A embalagem deixou um pouco a desejar pois, apesar de ter a presilha metálica que facilita a guarda e a válvula de respiro, não continha todas as informações desejadas. Entrei em contato com os responsáveis pela marca e fui informado que uma nova embalagem foi desenvolvida para corrigir esta falha.

Fiz a extração desta bebida tanto na máquina de espresso, como no coador de papel. Em ambos o resultado foi excelente! Usei para avaliação a extração na máquina de espresso, pois foi a forma que mais gostei da bebida.

Caffè D'Oro

Caffè D’Oro

O resultado foi uma bebida muito encorpada e incrivelmente balanceada, onde claramente percebe-se notas associadas ao chocolate, como cacau e baunilha. O corpo é o que mais se destacou, muito aveludado, envolve a boca e proporciona uma agradável experiência sensorial, deixando – ao final – um ótimo aftertaste.

Análise:

  • Facilidade de compra: 3,00
  • Embalagem: 3,50
  • Grãos: 4,50
  • Aroma pré extração: 5,00
  • Aroma pós extração: 5,00
  • Corpo: 5,00
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 5,00
  • Aftertaste: 5,00
Total de Pontos no Ranking: 46,00

Café Fazenda Movimento

Durante uma tarde de fevereiro, senti um forte e agradável aroma de café. Indaguei minha esposa se ela estava fazendo café. Minha surpresa foi quando ela respondeu, lá da cozinha, que tinha acabado de abrir esta amostra de café e não tinha começado a prepará-lo ainda.

A forma como o aroma se espalhou instantaneamente pela casa foi incrível. Dentre todas as amostras que eu já tive a oportunidade de receber, esta foi a que mais me espantou pelo aroma.

Café Fazenda Movimento

Café Fazenda Movimento

Preparei-o de diversas maneiras. Usei minha recém-adquirida Hario, usei a AeroPress e, posteriormente, a máquina de espresso. De todas as maneiras o resultado obtido foi muito bom.

Na Hario eu consegui uma bebida muito doce, frutada e encorpada. Na AeroPress, o aftertaste foi incrível. Por último, na máquina de espresso, a bebida extraída estava balanceada, doce e com uma acidez agradável. Me incomodou um pouco o amargor. Senti um amargor diferente, ainda não sei explicar. O aftertaste também foi muito agradável.

Café Fazenda Movimento

Café Fazenda Movimento

Deixando de lado minha impressão, a análise técnica deste café foi muito bem. Ele está presente em algumas grandes cafeterias, mas não consegui encontrá-lo em outros lugares, o que torna-o de difícil comercialização. A embalagem tem a válvula de respiro e as demais características importantes, mas peca em alguns detalhes, como por exemplo, as informações do produtor. Tais informações podem ser obtidas pelo site do produtor.

Os grãos são bem formados, a torra é de média a clara, característica que muito me agrada, pois você tem que ter um café muito bom para comercializá-lo com esta torra.

Análise:

  • Facilidade de compra: 4,00
  • Embalagem: 4,00
  • Grãos: 4,50
  • Aroma pré extração: 5,00
  • Aroma pós extração: 4,50
  • Corpo: 5,00
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 4,00
  • Aftertaste: 5,00
Total de Pontos no Ranking: 46,00

Arte Café Especial

Este café é cultivado na fazenda São Gabriel, no município de Guaxupé, sul de Minas Gerais. A marca Arte Café tem certificação UTZ, o que significa – na prática – que a fazenda pensa no bem estar dos funcionários envolvidos na produção.

Arte Café - Especial

Arte Café Especial

A embalagem é de qualidade, possui instruções de preparo, tanto como espresso quanto como filtro. Senti falta apenas das abas que facilitam a guarda do café. Informações de contato, origem, forma de plantio e outros detalhes também estão impressos na embalagem.

Arte Café - Especial

Arte Café Especial

A comercialização é um ponto a se considerar. Não se encontra este café à venda muito facilmente. No site da marca, http://brasilartecafe.com.br/, existe uma lista de distribuidores espalhados pelo Brasil. O site traz muitas informações interessantes sobre a fazenda, a produção do café e os certificados de qualidade de seus produtos.

Arte Café - Especial

Arte Café Especial

A bebida é rica em aromas, encorpada e bem balanceada. Nota-se uma ligeira doçura e acidez. Os grãos são bem formados, achei apenas alguns com defeitos de formação. O ponto de torra é médio, o que lhe assegura a riqueza de aromas que mencionei.

 

Análise:

  • Facilidade de compra: 3,50
  • Embalagem: 4,50
  • Grãos: 4,00
  • Aroma pré extração: 4,50
  • Aroma pós extração: 4,50
  • Corpo: 4,50
  • Acidez: 4,50
  • Doçura: 4,50
  • Amargor: 5,00
  • Aftertaste: 4,50

Total de Pontos no Ranking: 44,00

Via Specialty Coffee

Ganhei este café do meu grande amigo Luís Cláudio, que adquiriu-o diretamente das mãos do Jorge Assis – renomado degustador de café. Acredito que os cafés que compõem este blend sejam escolhidos a dedo.

A empresa responsável pelo café é a Monte Alegre Coffees e sua plantação fica na cidade de Areado/MG. Sua produção é, em grande maioria, destinada à exportação, principalmente para o Japão e outros países da Ásia e Europa. Você não o encontra muito por aí. Atualmente ele é vendido em alguns estabelecimentos em Minas Gerais, Espírito Santo e São Paulo e através de contato pelo site: viaspecialtycoffee.com.br

Via Specialty Coffee

Via Specialty Coffee

Seu ponto de torra é claro, o que neste caso garante à bebida aromas surpreendentes. O ponto de moagem desta amostra é fino, destinado exclusivamente para a extração em filtro de pano ou papel.

Via Specialty Coffee

Via Specialty Coffee

A bebida extraída é doce, praticamente livre de amargor e acidez e muito agradável ao paladar. Por se tratar de café de filtro, não é tão encorpada. Seu aroma pré e pós extração são uma experiencia à parte.

Via Specialty Coffee

Via Specialty Coffee

 

Análise:

  • Facilidade de compra: 3,50
  • Embalagem: 4,00
  • Qualidade do pó: 5,00
  • Aroma pré extração: 5,00
  • Aroma pós extração: 4,50
  • Corpo: 4,00
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 5,00
  • Aftertaste: 4,50

Total de Pontos no Ranking: 45,50

Café Fazenda Diamantina

Conheci este café através da indicação de um leitor assíduo do site, meu amigo Luis Otávio. Esta é a segunda grande indicação que recebo dele.

Este café é cultivado no sudoeste do estado de Minas Gerais e ainda é pouco comercializado em outras regiões. Segundo o produtor, esta amostra que recebi é das variedades Catucai e Mundo Novo. O blend principal não muda muito – ele o compõe de acordo com a produção local.

Café Fazenda Diamantina

Café Fazenda Diamantina

No site do produtor existe uma loja virtual em desenvolvimento. Acredito que, em breve, este café torne-se mais acessível para o Brasil todo.

Sua embalagem** não tem a válvula de respiro, nem as abas metálicas para facilitar a guarda. Também faltam algumas informações importantes, como por exemplo, se é em grãos, ou se a moagem é para coador, prensa francesa…

Café Fazenda Diamantina

Café Fazenda Diamantina

Seu ponto de torra é ligeiramente claro, característica marcante em cafés de qualidade.

Preparei a amostra em grãos em minha máquina de espresso. O que mais me chamou à atenção neste café foi sua cremosidade e a riqueza de aromas. A bebida extraída era muito encorpada, balanceada e de um agradabilíssimo aftertaste. Todos que a provaram não pouparam elogios.

Pouca coisa precisa ser feita para que este café emplaque a liderança do Ranking.

Café Fazenda Diamantina

Café Fazenda Diamantina

Análise:

  • Facilidade de compra: 3,00
  • Embalagem: 4,00**
  • Grãos: 4,00
  • Aroma pré extração: 4,50
  • Aroma pós extração: 5,00
  • Corpo: 5,00
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 5,00
  • Aftertaste: 5,00
Total de Pontos no Ranking: 45,50
*As canecas de ágata foram enviadas pelo parceiro Lewe e podem ser adquiridas no site: http://www.lewe.com.br/

**Recebi uma segunda amostra do fabricante, com aperfeiçoamentos na embalagem. A válvula de respiro foi acrescentada.

Análise – Café Tijuco Preto (Espresso Gourmet)

Este café é cultivado no sul de Minas e é relativamente fácil de se comprar. Você pode encontrá-lo em alguns sites que comercializam café, ou mesmo em cafeterias espalhadas pelo Brasil.

Café Tijuco Preto - Espresso Gourmet

Café Tijuco Preto – Espresso Gourmet

Encontrei na bebida extraída um leve toque de acidez, mas nada que desequilibre a harmonia entre amargor e doçura.

Seus grãos são grandes e bonitos, perfeitamente harmônicos e homogêneos em sua graduação de torra.

Café Tijuco Preto - Espresso Gourmet (Grãos)

Café Tijuco Preto – Espresso Gourmet (Grãos)

Possui, ainda, aromas característicos de uma fazenda, o que rende uma bebida agradável e com um excelente aftertaste. Se você já passou um tempo no sul de Minas, vai ficar, assim como eu, com aquela sensação de que já sentiu aquele gostinho em algum lugar.

Análise:

  • Facilidade de compra: 4,00
  • Embalagem: 4,50
  • Grãos: 4,50
  • Aroma pré extração: 4,00
  • Aroma pós extração: 4,00
  • Corpo: 5,00
  • Acidez: 4,00
  • Doçura: 4,50
  • Amargor: 4,00
  • Aftertaste: 4,50
Total de Pontos no Ranking: 43,00

* A caneca de ágata foi enviada pelo parceiro Lewe e pode ser adquirida no site: http://www.lewe.com.br/

CheeseCakeria Café

Aparentemente, trata-se de mais uma doçaria, ou como o próprio nome diz, uma CheeseCakeria. Basta entrar para perceber que existe algo mais. Os doces são só um chamariz para o café, que discretamente compõem o nome CheeseCakeria Café.

CheeseCakeria Café

CheeseCakeria Café

O café servido nesta cafeteria é o café Orfeu. Originário do Sul de Minas, ele é cultivado na fazenda Sertãozinho. Maiores informações sobre o café: http://www.cafeorfeu.com.br/

CheeseCakeria Café - Café Orfeu

CheeseCakeria Café – Café Orfeu

A dose do café é servida com um pedacinho de chessecake, isso é apenas uma isca para aqueles que vão lá apenas para tomar café, como eu. Depois de provar o cheesecake, fica muito difícil não comer mais um pedaço.

CheeseCakeria Café - CheeseCake

CheeseCakeria Café – CheeseCake

A casa oferece várias opções de “coberturas” para o cheesecake, de acordo com o gosto do freguês. Além disso, existem outras opções de doces, como bombas de chocolates, mousses e bombons.

CheeseCakeria Café - Doces

CheeseCakeria Café – Doces

A cafeteria fica em Campinas, no Bairro Cambuí, um dos bairros mais boêmios da cidade. Possui Wifi, muito útil para quem precisa fazer uma pausa, mas não pode se desconectar da rede.

Endereço:
Rua Coronel Quirino n 1733, Cambuí
Campinas – São Paulo
(19) 3342-0410