Fazenda Santa Maria

Após experimentar o Café Santa Maria, fiquei muito animado para visitar a fazenda produtora. Apesar de conhecer algumas fazendas produtoras de café, nunca tinha visto uma orgânica – e tenho me interessado cada vez mais por este tema.

Fazenda Santa Maria

Fazenda Santa Maria

Como mencionado no post do Café Santa Maria, esta fazenda fica na região da Mogiana Paulista. Herdada e mantida pelos irmãos Florezi, ela tem seu funcionamento dedicado à sustentabilidade. Produz um café de qualidade e com o selo de produto orgânico. O selo é expedido e fiscalizado pela IBD – empresa brasileira de certificações.

Fazenda Santa Maria

Fazenda Santa Maria

Sua produção não é grande – atualmente é de 3.500 sacas por ano – e 90% de tudo é direcionado à exportação. A colheita é realizada de maneira manual, a secagem é feita no terreiro da fazenda e no também secador, inaugurado recentemente.

Fazenda Santa Maria

Fazenda Santa Maria

Tive a oportunidade de passar uma manhã com o administrador da fazenda, Amarildo. Um sujeito simples e muito experiente na lida do café. Caminhei pela plantação, ainda com o café cereja aguardando a colheita. Observei algo que não é muito comum em plantações de café: uma incrível variedade de aves em meio à plantação. Acredito que, pela ausência de pesticidas e outros defensivos agrícolas, a fauna coexiste harmonicamente com a plantação. Os pés de café estavam todos carregados, com diversas variedades: Mundo Novo, Catuai, Bourbon, entre outras.

Fazenda Santa Maria

Fazenda Santa Maria

Apesar da produção ser pequena e dedicada à exportação, acredito que, com o interesse nacional crescente na qualidade do café e com a proximidade da fazenda de grandes centros urbanos, em pouco tempo, a parte da produção destinada ao mercado interno vai crescer.

Foi uma manhã muito prazerosa, digna da tradicional recepção do interior paulista. Pude experimentar – enquanto caminhava – mamão, jabuticaba e outras frutas que crescem em meio à plantação.

Café Fazenda Diamantina

Conheci este café através da indicação de um leitor assíduo do site, meu amigo Luis Otávio. Esta é a segunda grande indicação que recebo dele.

Este café é cultivado no sudoeste do estado de Minas Gerais e ainda é pouco comercializado em outras regiões. Segundo o produtor, esta amostra que recebi é das variedades Catucai e Mundo Novo. O blend principal não muda muito – ele o compõe de acordo com a produção local.

Café Fazenda Diamantina

Café Fazenda Diamantina

No site do produtor existe uma loja virtual em desenvolvimento. Acredito que, em breve, este café torne-se mais acessível para o Brasil todo.

Sua embalagem** não tem a válvula de respiro, nem as abas metálicas para facilitar a guarda. Também faltam algumas informações importantes, como por exemplo, se é em grãos, ou se a moagem é para coador, prensa francesa…

Café Fazenda Diamantina

Café Fazenda Diamantina

Seu ponto de torra é ligeiramente claro, característica marcante em cafés de qualidade.

Preparei a amostra em grãos em minha máquina de espresso. O que mais me chamou à atenção neste café foi sua cremosidade e a riqueza de aromas. A bebida extraída era muito encorpada, balanceada e de um agradabilíssimo aftertaste. Todos que a provaram não pouparam elogios.

Pouca coisa precisa ser feita para que este café emplaque a liderança do Ranking.

Café Fazenda Diamantina

Café Fazenda Diamantina

Análise:

  • Facilidade de compra: 3,00
  • Embalagem: 4,00**
  • Grãos: 4,00
  • Aroma pré extração: 4,50
  • Aroma pós extração: 5,00
  • Corpo: 5,00
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 5,00
  • Aftertaste: 5,00
Total de Pontos no Ranking: 45,50
*As canecas de ágata foram enviadas pelo parceiro Lewe e podem ser adquiridas no site: http://www.lewe.com.br/

**Recebi uma segunda amostra do fabricante, com aperfeiçoamentos na embalagem. A válvula de respiro foi acrescentada.

Café Maritaka

Os distritos de Sousas e Joaquim Egídio possuem uma série de atrativos naturais, culturais, gastronômicos e históricos que atraem cada vez mais visitantes para esta região que ainda consegue manter ares mais “rurais”.

Fui conhecer hoje um dos pontos queridos por muitos turistas que frequentam Joaquim Egídio, seja para tomar um café da manhã antes ou depois de uma caminhada, seja para comer uma saborosa sobremesa depois de almoçar nos restaurantes das proximidades, ou para tomar um cafezinho no meio da tarde.

O aconchegante café Maritaka tem muito mais a revelar que sua pequena fachada.

Café Maritaka

Café Maritaka

Preservando todo o charme de Joaquim Egídio, a decoração da cafeteria remete a uma antiga casa de fazenda. As paredes têm pintura rústica com adornos rurais e um antigo fogão complementa o clima. Para quebrar a luz do sol, cortinas de chita e nas mesas, panos bordados e com desenhos característicos nos fazem mesmo acreditar que estamos no meio rural.

Café Maritaka

Café Maritaka

O café servido nada perde em qualidade para aquele oferecido nas grandes cafeterias. Talvez devesse conter traços de rusticidade, apenas para realçar o clima de fazenda. Com doçura acentuada, este café possui um bom corpo, baixa acidez e amargor, deixando na boca um saboroso aftertaste, possuindo assim, as características que busco em um café.

Café Maritaka

Café Maritaka

O doce mais famoso do local é o “chocotaka” – brownie servido com sorvete de creme e calda de chocolate. Mas o que mais me chamou à atenção foi a torta de pera com sorvete de creme e uma deliciosa calda de amora.

Café Maritaka

Café Maritaka

Algumas considerações: não deixe de levar dinheiro pois eles não aceitam cartões de débito e crédito. Um toque de paciência é bem-vindo pois assim como tudo no meio rural, a velocidade não faz parte da rotina.

Endereço:
Rodovia Heitor Penteado, 1580
Joaquim Egídio
Campinas – SP

Cafezal em Flor

Os chalés são simples e aconchegantes, sem perder o charme. Todos têm varandas com rede e em nenhum deles tem TVs, uma ótima oportunidade para se desligar da correria do dia a dia. Por todos os lados há pés de café de todos os tipos. Uma ótima dica é conhecer a produção bem de perto e passar um fim de semana tranquilo.

A pousada é considerada sustentável pelo guia 4 rodas e o café é classificado como gourmet pelo ITAL/Campinas.

O Café Cafezal em Flor foi finalista em 2005 e 2006 do concurso de qualidade “Melhor Café do Estado de São Paulo”, promovido pelo Governo do Estado.

Cafezal em Flor

Cafezal em Flor

http://www.cafezalemflor.com.br/

Endereço:
Estrada Monte Alegre do Sul – Mostardas, km 06
Bairro do Falcão – Monte Alegre do Sul – SP

Por: Karolina Von Zuben Agusto