Café Container

A cafeteria Café Container ainda não tem um ano de portas abertas, mas já uma das mais conhecidas em Campinas. Situada no bairro mais boêmio da cidade, é uma excelente opção de programa, inclusive aos domingos – quando quase nada está aberto.

Café Container

Café Container

Um conceito relativamente novo de design foi aplicado na construção da cafeteria, onde componentes pré-moldados e contêineres foram encaixados para formar o local. Seu interior é muito aconchegante e espaçoso – você não percebe que está dentro de contêineres.

Café Container

Café Container

O Café Container trabalha nos moldes das grandes cafeterias de São Paulo: um café da casa e um café visitante – geralmente um micro lote de excelente qualidade. As bebidas podem ser extraídas de diversas maneiras: espresso, Hario, Aeropress, tudo depende da vontade do cliente.

Café Container

Café Container

As opções de doces e acompanhamentos para o café são muito saborosas. Na ocasião, deliciei-me com um brigadeiro de colher. Terei que voltar outra vez para provar o brownie, que aparentava estar delicioso!

Café Container

Café Container

De segunda a sábado, das 17:00 às 20:00 horas, a cafeteria oferece um evento que é novidade em Campinas, o Happy Hour de espumante. Nada melhor que três horas de espumantes para comemorar – ou “exorcizar” – o dia depois do trabalho!

Café Container

Café Container

Para o café, almoço, Happy Hour ou somente um doce, Campinas já pode contar com mais um locar diferenciado e de muito bom gosto.

Café Container

Café Container

Café Container
Rua Antonio Lapa, 1080
Cambuí – Campinas

Sweet Café

A cidade de Espírito Santo do Pinhal, além de ser uma cidade de grandes produtores de café, tem em seu centro uma charmosa cafeteria. Sweet Café é pequena, mas muito aconchegante.

Sweet Café

Sweet Café

Enquanto as portas estão abertas, Adriana – a proprietária – não sai de trás do balcão. Ela está lá para coordenar o funcionamento da cafeteria, mas não deixa de colocar a mão na massa e, quando alguém pede um café extraído na Hario ou Aeropress, é ela quem faz.

Sweet Café

Sweet Café

A cafeteria trabalha com um café da casa, Café Santa Maria, e um micro lote. Nesta minha visita pude experimentar um café campeão mundial, produzido ali mesmo na região de Pinhal.

Sweet Café

Sweet Café

Além dos cafés, você pode aproveitar para comer deliciosos doces – impossíveis de se resistir.

Sweet Café

Sweet Café

Se passar por Pinhal, recomendo uma visita a esta cafeteria!!!

Sweet Café
Rua São Vicente, 109
Espírito Santo do Pinhal
(19) 3651-2707

Caffè D’Oro

Esta amostra de café foi-me enviada por Fábio Ruellas. Fábio é um especialista em café. Sua empresa, PCR, presta serviços de treinamento e aperfeiçoamento de todas as etapas envolvidas na produção do café. Isso lhe deixa em uma posição muito boa, pois está em constante contato com produtores de café, experimentando e classificando as safras produzidas.

O objetivo da marca Caffè D’Oro é incentivar as pessoas a buscarem um café de qualidade. A marca está sempre selecionando cafés superiores e incorporando-os ao seu blend. Infelizmente, esta marca não está tão disponível para compra. Atualmente, ela pode ser adquirida pelo site Caffè D’Oro e em alguns locais na região do Sul de Minas, principalmente na cidade de Areado.

Caffè D'Oro

Caffè D’Oro

Os grãos são muito bem formados, produzidos em Areado-MG, com torra média. Toda a produção é artesanal, os grãos são processados naturalmente, com variedades 100% Arábica. A peneira usada na separação é a 16, tipo 2/3.

A embalagem deixou um pouco a desejar pois, apesar de ter a presilha metálica que facilita a guarda e a válvula de respiro, não continha todas as informações desejadas. Entrei em contato com os responsáveis pela marca e fui informado que uma nova embalagem foi desenvolvida para corrigir esta falha.

Fiz a extração desta bebida tanto na máquina de espresso, como no coador de papel. Em ambos o resultado foi excelente! Usei para avaliação a extração na máquina de espresso, pois foi a forma que mais gostei da bebida.

Caffè D'Oro

Caffè D’Oro

O resultado foi uma bebida muito encorpada e incrivelmente balanceada, onde claramente percebe-se notas associadas ao chocolate, como cacau e baunilha. O corpo é o que mais se destacou, muito aveludado, envolve a boca e proporciona uma agradável experiência sensorial, deixando – ao final – um ótimo aftertaste.

Análise:

  • Facilidade de compra: 3,00
  • Embalagem: 3,50
  • Grãos: 4,50
  • Aroma pré extração: 5,00
  • Aroma pós extração: 5,00
  • Corpo: 5,00
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 5,00
  • Aftertaste: 5,00
Total de Pontos no Ranking: 46,00

Café Fazenda Movimento

Durante uma tarde de fevereiro, senti um forte e agradável aroma de café. Indaguei minha esposa se ela estava fazendo café. Minha surpresa foi quando ela respondeu, lá da cozinha, que tinha acabado de abrir esta amostra de café e não tinha começado a prepará-lo ainda.

A forma como o aroma se espalhou instantaneamente pela casa foi incrível. Dentre todas as amostras que eu já tive a oportunidade de receber, esta foi a que mais me espantou pelo aroma.

Café Fazenda Movimento

Café Fazenda Movimento

Preparei-o de diversas maneiras. Usei minha recém-adquirida Hario, usei a AeroPress e, posteriormente, a máquina de espresso. De todas as maneiras o resultado obtido foi muito bom.

Na Hario eu consegui uma bebida muito doce, frutada e encorpada. Na AeroPress, o aftertaste foi incrível. Por último, na máquina de espresso, a bebida extraída estava balanceada, doce e com uma acidez agradável. Me incomodou um pouco o amargor. Senti um amargor diferente, ainda não sei explicar. O aftertaste também foi muito agradável.

Café Fazenda Movimento

Café Fazenda Movimento

Deixando de lado minha impressão, a análise técnica deste café foi muito bem. Ele está presente em algumas grandes cafeterias, mas não consegui encontrá-lo em outros lugares, o que torna-o de difícil comercialização. A embalagem tem a válvula de respiro e as demais características importantes, mas peca em alguns detalhes, como por exemplo, as informações do produtor. Tais informações podem ser obtidas pelo site do produtor.

Os grãos são bem formados, a torra é de média a clara, característica que muito me agrada, pois você tem que ter um café muito bom para comercializá-lo com esta torra.

Análise:

  • Facilidade de compra: 4,00
  • Embalagem: 4,00
  • Grãos: 4,50
  • Aroma pré extração: 5,00
  • Aroma pós extração: 4,50
  • Corpo: 5,00
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 4,00
  • Aftertaste: 5,00
Total de Pontos no Ranking: 46,00

Octávio Café

De todas as cafeteria que conheci, esta é – sem dúvida – a maior e a mais refinada. Seu salão central é grande e espaçoso. Os lustres, as mesas, o torrador, o moinho, tudo parece ter sido colocado em seu devido local e com a função extra de fazer-nos sentir à vontade.

Octávio Café

Octávio Café

A estrutura diferenciada da cafeteria começa com um estacionamento subterrâneo. No salão principal, o pé direito duplo dá destaque aos imponentes lustres, que parecem descer do céu e nos tocar.

No pavimento superior, salas de reuniões e conferências são um serviço a mais, que você não encontra em outras cafeterias.

Octávio Café

Octávio Café

Assim que entrei na cafeteria a decoração me chamou muito a atenção. Tudo é tão refinado e, ao mesmo tempo, acolhedor.

Octávio Café

Octávio Café

Os baristas são um caso à parte. Muito simpáticos e prestativos. Tive o prazer de conhecer e conversar com o Luiz Ubirajara Gomes. Barista renomado, tem alguns campeonatos em seu currículo.

No cardápio vários drinks estão disponíveis, muitos com café em sua composição. Alguns são bem refrescantes, para combater essa onda de calor.

Octávio Café

Octávio Café

O café da casa é de produção própria, muito bom. Seria um crime não prová-lo. Os detalhes aqui são incríveis e vão desde a decoração até a xícara onde se serve o café.

Octávio Café

Octávio Café

Você também encontra microlotes de café, algo cada vez mais comum nas grandes cafeterias.

Octávio Café

Octávio Café

Infelizmente não pude explorar mais o lado fotográfico neste dia. Fotos só podem ser tiradas dentro da cafeteria, com autorização prévia. Depois de ser avisado, não pude fotografar mais.

Frustrações à parte, se estiver passando pela região da Faria Lima, recomendo uma pausa para o café.

Endereço:
Av. Brg. Faria Lima, 2996
Jardim Paulistano
São Paulo – SP
01451-000
(11) 3074-0110

 

 

Venda Microlote – Moca (Fevereiro 2014)

O Barãozinho separou uma seleção de um microlote recém-processado. O microlote é do café variedade Moca, cultivado por pequenos produtores da região do Sul de Minas.

Venda Microlote - Moca (Fevereiro 2014)

Venda Microlote – Moca (Fevereiro 2014)

Estão disponíveis para venda apenas 35kg deste café em grãos, distribuídos em embalagens de 350g e 1Kg.

O preço para a embalagem de 350g é de R$20,00 (mais o custo de envio). Já a embalagem de 1kg poderá ser adquirida por R$45,00 (mais o custo de envio).

Venda Microlote - Moca (Fevereiro 2014)

Venda Microlote – Moca (Fevereiro 2014)

Os interessados devem entrar em contato pelo e-mail contato@guiadocafezinho.com.br

Venda Microlote - Moca (Fevereiro 2014)

Venda Microlote – Moca (Fevereiro 2014)

Não percam esta oportunidade! São apenas 35kg de um ótimo café!

Curso de Formação de Baristas – CafemaQ

Primeiramente, gostaria de agradecer ao amigo Gustavo pelo espaço cedido, no site Guia do Cafezinho, para que eu pudesse relatar minha participação no Curso de Formação de Baristas, realizado pela CafemaQ Campinas e ministrado pelos baristas Silvia Magalhães e Fernando Santana.

O curso acontece a cada 1 a 2 meses, durante 3 dias, sendo organizado de forma vertical, com aulas práticas e teóricas, e abordando desde o plantio e seleção de grãos até a preparação de cafés e seus drinques.

O primeiro dia é destinado à história e cultivo do café, colheita, torra e moagem dos grãos. Após a aula prática, o aluno tem contato com os diferentes tipos de grãos e realiza testes de olfato para reconhecimento dos diferentes aromas que os grãos possuem. Ainda no primeiro dia, apresenta-se os principais métodos de preparo do café e suas respectivas particularidades. Discute-se sobre café turco, espresso, cafeteira Italiana, filtro de papel, coador de tecido, prensa francesa e máquina de sache.

O segundo dia é dedicado exclusivamente ao espresso e à máquina que o prepara. O aluno passa o dia aprendendo a regular o moinho, moer o grão da forma adequada, manipular a máquina corretamente e extrair o verdadeiro espresso. O aluno tem várias máquinas a disposição e é estimulado a usá-las por horas até  conseguir extrair um espresso que o professor considere como perfeito. Ao final desse dia, aprende-se a limpar o moedor e a máquina de espresso, deixando tudo pronto para o dia seguinte.

O último dia pertence ao cappuccino e aos drinques de café. No período da manhã ensina-se a vaporizar o leite corretamente e a preparar o cappuccino italiano, sem canela e chocolate! Pratica-se a vaporização por horas, até que se chegue à cremosidade e textura ideais para o cappuccino. A tarde os alunos tem contato com os drinques a base de café. Aprende-se drinques tradicionais, como o “Irish Coffee”, e drinques exclusivos assinados pelos professores, como o “Fresquíssimo”. Ao final, os alunos devem criar 2 drinques diferentes, um frio e um quente. Encerra-se o curso com uma rápida prova teórica, mas que destina-se apenas para melhorar os cursos futuros.

Após 3 dias imersos, literalmente, no mundo do café tem-se a sensação de que este curso foi apenas o primeiro passo de uma longa caminhada. A busca pela xícara de café perfeita continua, mas agora com muito mais conhecimento e paixão.

* Texto enviado por Luis Otávio.

Obrigado por compartilhar sua experiencia.

Sofá Café

Existem 3 cafeterias em São Paulo e 1 quase inaugurando em Boston. Tive a oportunidade de conhecer a unidade de Pinheiros, bem próxima à Av. Faria Lima.

Sofá Café

Sofá Café

A impressão que tive, assim que entrei neste local, foi de estar chegando em casa. O ambiente interno da cafeteria é muito acolhedor. Os sofás espalhados são um convite a se sentar e relaxar.

Toda a decoração é um deleite à parte. Móveis rústicos, luminárias coloridas, videogame retrô, até um Genius – jogo da década de 80 – eu encontrei por lá. Tudo isso nos bombardeia de boas sensações.

Sofá Café

Sofá Café

Nesta cafeteria você pode provar o café extraído de várias maneiras, como por exemplo hario e kalita, além do tradicional espresso. Além do café da casa – que é muito bom – você pode experimentar alguns microlotes que parecem ter sido produzidos especialmente para lhe cativar.

Sofá Café

Sofá Café

Uma coisa é muito importante: esteja com a mente aberta para provar outras formas de extração. Prepare-se para provar algo novo e esqueça da concepção de café que você já tem em mente. As bebidas obtidas de outras formas são diferentes do tradicional espresso que você está acostumado. Permita-se conhecer!!!

Sofá Café

Sofá Café

No piso superior existe um torrador de café. Ali são preparados os microlotes que você pode provar na cafeteria. Quando o processo de torra está acontecendo, o aroma de café invade os ambientes. É fantástico.

A torra não acontece constantemente, portanto, se pretende acompanhar este processo ou só estar na cafeteria enquanto ele ocorre, recomendo que ligue antecipadamente para se informar sobre o horário da torra.

Sofá Café

Sofá Café

Conversei muito neste dia com o Ton Rodrigues – ou simplesmente Ton – barista chefe das casas e responsável pela qualidade. Pude acompanhar o momento de torra e Tom explicou-me rapidamente sobre todo este processo.

Para maiores informações sobre as cafeterias, acesse o site: http://www.sofacafe.com.br

Coffee Lab

Isabela Raposeiras e seu Coffee Lab dispensam apresentações. Acho que ela já saiu em quase todas as mídias especializadas em café. Por causa disto, resolvi – neste artigo – mudar o formato com que geralmente escrevo. Vou descrever, quase que como um diário, o que vivenciei quando estive lá.

A Vila Madalena, ao contrário dos bairros das outras cafeterias de São Paulo, é bem mais tranquila. Parei meu carro na porta da cafeteria e, de cara, fiquei com aquele sentimento de estar economizando os tradicionais 25 reais do estacionamento.
Na fachada, bem discreto, o logotipo identifica o local. Na entrada, o cheiro do café torrado lhe puxa para dentro. Me senti como o pica-pau quando era atraído para uma torta.

Coffee Lab

Coffee Lab

Ao contrário das outras cafeterias que eu havia visitado no dia, esta estava mais movimentada. Na área interna, um salão, a cozinha e a torrefação convivem sem divisórias de ambiente. Na parte de trás e no deck à frente mais algumas mesas são opções para quem chega.
Sentamos no salão interno. Em uma pia bem à frente era possível se servir de água, à vontade e sem custo. Na mesa diagonal, quatro orientais conversavam algo que parecia ser sobre café.

Coffee Lab

Coffee Lab

Me apresentei ao barista que nos atendeu e perguntei se poderia fotografar a casa para um artigo que escreveria mais tarde. Ele me disse que precisaria de uma autorização, mas ao ver meu descontentamento aparente, prontificou-se a consegui-la para mim. Alguns minutos mais tarde, retornou à mesa e disse que eu poderia fotografar livremente.

Não sei se foi porque eu tinha visitado outras 4 cafeterias neste dia, mas o cheiro do café torrado que antes era atrativo, começava a me incomodar.

Coffee Lab

Coffee Lab

Dei uma volta pelo salão, fotografei algumas coisas, fui até a cozinha e a torrefação, fotografei mais. Acanhado, me aproximei de Isabela e fiz meia dúzia de perguntas, mas a conversa não fluiu como eu esperava, talvez por ela estar ocupada, talvez por qualquer outra coisa.

Coffee Lab

Coffee Lab

Voltei à mesa e pedi o cardápio. Encontrei vários micro lotes, alguns esgotados, vários cursos, curiosidades e tudo mais que se esperava. Pedi o espresso da casa. O barista me perguntou se era minha primeira vez na casa, respondi que sim. Alguns minutos depois trouxe-me duas xícaras de café, uma pequena e outra grande e explicou que as duas xícaras continham o mesmo café, na mesma quantidade. Elucidou que eu deveria mexê-las (mesmo que não fosse acrescentar açúcar) e começar a provar pela maior, pois eu perceberia mais facilmente a diferença que as xícaras proporcionariam no sabor da bebida.

Coffee Lab

Coffee Lab

Gostei muito da experiência que a casa desperta, das sensações, aromas e tudo mais. Achei o ambiente pouco confortável – não senti ali vontade de ficar muito tempo – mas, talvez por isso, o giro da casa seja mais alto que as outras cafeterias famosas de São Paulo.

Coffee Lab

Coffee Lab

Sugiro que você conheça o lugar e me conte aqui o que achou.

Rua Fradique Coutinho, 1340
Vila Madalena – São Paulo/SP
CEP: 05416-001 – Brasil

Tel.: +55 (11) 3375-7400

 

Arte Café Especial

Este café é cultivado na fazenda São Gabriel, no município de Guaxupé, sul de Minas Gerais. A marca Arte Café tem certificação UTZ, o que significa – na prática – que a fazenda pensa no bem estar dos funcionários envolvidos na produção.

Arte Café - Especial

Arte Café Especial

A embalagem é de qualidade, possui instruções de preparo, tanto como espresso quanto como filtro. Senti falta apenas das abas que facilitam a guarda do café. Informações de contato, origem, forma de plantio e outros detalhes também estão impressos na embalagem.

Arte Café - Especial

Arte Café Especial

A comercialização é um ponto a se considerar. Não se encontra este café à venda muito facilmente. No site da marca, http://brasilartecafe.com.br/, existe uma lista de distribuidores espalhados pelo Brasil. O site traz muitas informações interessantes sobre a fazenda, a produção do café e os certificados de qualidade de seus produtos.

Arte Café - Especial

Arte Café Especial

A bebida é rica em aromas, encorpada e bem balanceada. Nota-se uma ligeira doçura e acidez. Os grãos são bem formados, achei apenas alguns com defeitos de formação. O ponto de torra é médio, o que lhe assegura a riqueza de aromas que mencionei.

 

Análise:

  • Facilidade de compra: 3,50
  • Embalagem: 4,50
  • Grãos: 4,00
  • Aroma pré extração: 4,50
  • Aroma pós extração: 4,50
  • Corpo: 4,50
  • Acidez: 4,50
  • Doçura: 4,50
  • Amargor: 5,00
  • Aftertaste: 4,50

Total de Pontos no Ranking: 44,00