Análise – Illy Espresso Caffè in Grani (Itália)

Este café, produzido e embalado na Itália, é relativamente fácil de ser adquirido pois está presente em quase todo hipermercado. Também pode ser comprado pela internet, porém, seu preço não é tão atrativo.

Sua embalagem é muito bonita e útil. A lata em alumínio facilita a guarda dos grãos depois de aberta. Nela vem impressa todas as informações importantes do café, como origem, tipo, validade, etc…

Illy Espresso Caffè in Grani

Illy Espresso Caffè in Grani

Possui um atrativo aroma, tanto pré extração como pós extraído. A bebida tem um ótimo corpo, muito balanceada e na minha opinião, um dos melhores aftertastes que já provei. Pode-se perceber notas de chocolate.

Análise:

  • Facilidade de compra: 4,50
  • Embalagem: 5,00
  • Grãos: 4,50
  • Aroma pré extração: 4,50
  • Aroma pós extração: 4,50
  • Corpo: 5,00
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 5,00
  • Aftertaste: 5,00
Total de Pontos no Ranking: 48,00

Análise – Melitta Spresso Gourmet

A Melitta é uma marca muito difundida no Brasil. Não tem como pensar em um café de coador e não se lembrar da marca. O problema é que a cultura em que os cafés de coadores mais antigos estão inseridos é um pouco diferente desta nova cultura, que se espalha entre os adeptos do café de qualidade.

Quando vi este café à venda no mercado, não pude resistir. Comprei para verificar se realmente a marca entendeu o anseio dos novos consumidores de café.

Melitta Spresso Gourmet

Melitta Spresso Gourmet

A embalagem é impecável, muito bem desenhada, com muitas informações sobre o produto, inclusive modo de preparo. Minha única consideração é que não existem as abas metálicas – que facilitam a guarda do produto depois de aberto.

O aroma pré extração é muito intenso, como de costume nos cafés em pó, já comercializados pela marca há muito tempo.

Os grãos foram minha grade decepção neste café. Encontrei muitos grãos defeituosos e quebrados, com diferentes pontos de torra. Sinceramente, não acredito que um selo Gourmet possa ser dado a um café com tantos defeitos assim nos grãos.

Melitta Spresso Gourmet

Melitta Spresso Gourmet

O aroma perdeu a identidade após a extração, diminuindo muito de intensidade.

A bebida ficou com um bom corpo, relativamente bem balanceada, com uma tendência à acidez. Minha surpresa positiva ficou por conta do aftertaste já que, com os defeitos do grãos, eu não esperava muito para este quesito, que realmente me surpreendeu.

Recomendo este café para pessoas que consomem em grande quantidade, geralmente em empresas, pois seu preço é inferior aos demais cafés gourmet, mas sua qualidade não deixa muito a desejar.

Análise:

  • Facilidade de compra: 4,50
  • Embalagem: 4,50
  • Grãos: 1,50
  • Aroma pré extração: 4,00
  • Aroma pós extração: 2,50
  • Corpo: 4,00
  • Acidez: 3,50
  • Doçura: 4,00
  • Amargor: 4,00
  • Aftertaste: 4,50
Total de Pontos no Ranking: 37,00

 

Embalagem de Café

A embalagem que acondiciona o café é tão importante quanto a qualidade e procedência do mesmo, pois ela garante que o café permaneça o maior tempo possível nas mesmas condições de quado embalado.

Algumas características são muito importantes e devem fazer parte de uma embalagem de qualidade.

  1. Válvula – A válvula permite que o aroma e frescor do café se mantenha inalterado por mais tempo.
  2. Vedação – Você deve prestar muita atenção se a embalagem está perfeitamente vedada.
  3. Datas – As datas de acondicionamento e validade devem estar impressas na embalagem, pois somente assim você pode saber se o café ainda está em boas condições de consumo.
  4. Informações – Fabricante, importador, fazenda, região, peso, todas essas informações são muito importantes,  garantindo a origem e procedência do café. Com exceções aos pequenos produtores, desconfie de um café que não tiver essas informações impressas em sua embalagem.
  5. Presilha – Essa funcionalidade ainda não é muito encontrada em embalagens nacionais, mas ela ajuda muito na hora de guardar o café depois de aberto.

Embalagem

Se a embalagem possuir todos estes requisitos, muito provavelmente o café é de ótima qualidade.

Análise – Nordstrom Dark Roast Coffee (Honduras)

Encerramos a votação para a escolha da próxima análise de café. Com uma vantagem de 4 votos, o café hondurenho foi o selecionado! Antes de começar a falar dele, gostaria de agradecer a todos que participaram desta pesquisa.

A embalagem tem a textura de papelão, de aspecto artesanal, bem lacrada e com válvula de respiro. Possui ainda abas metálicas que facilitam a guarda do café.

Nordstrom Dark Roast Coffee - Embalagem

Nordstrom Dark Roast Coffee – Embalagem

Quando abri a embalagem, o que me chamou a atenção foram os grãos de café, maiores que os que vemos aqui no Brasil, e que pareciam ter sido polidos, um a um. Todos muito bem formados, com a isometria de um perfeito café gourmet.

Na foto abaixo é possível comparar um café nacional (esquerda) com o café hondurenho (direita).

Nordstrom Dark Roast Coffee - Grãos

Nordstrom Dark Roast Coffee – Grãos

O café extraído ficou muito encorpado, com uma coloração escura, tendendo ao chocolate. Sua espuma era densa e cremosa, arrisco a dizer que ficou perfeita. O aroma era forte e marcante, sendo perceptível notas de chocolate e terra. Muito equilibrado em suas características, o que se nota é uma ligeira tendência ao amargor, deixando na boca um agradabilíssimo aftertaste.

Nordstrom Dark Roast Coffee

Análise:

  • Facilidade de compra: 1,00
  • Embalagem: 5,00
  • Grãos: 5,00
  • Aroma pré extração: 5,00
  • Aroma pós extração: 5,00
  • Corpo: 5,00
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 5,00
  • Aftertaste: 5,00
Total de Pontos no Ranking: 46,00

Ainda não achei este Blend para comprar pela Internet, mas assim que eu descobrir, deixarei a dica aqui no site.

Para os amigos que participaram da pesquisa, fica aqui o convite para vir experimentá-lo. Mas não demorem pois, certamente, ele não vai durar muito!

Análise – Café Treviolo Espresso

Esse é um dos cafés que mais aprecio. Costumo comprar embalagens de 500g,
fechadas a vácuo. As embalagens da Treviolo deixam um pouco a desejar,
pois dificilmente elas vêm com a válvula para controle de ar ou presilhas
para facilitar a guarda. As embalagens são voltadas para cafeterias, por
isso recomento que acondicione o café depois de aberto em um recipiente
selado.

Para consumo doméstico, as embalagens menores de café em grãos e moído – de125g – são mais práticas e funcionais.

Café Treviolo - 125g

Café Treviolo – 125g

Esse blend é o padrão das cafeterias e carro forte da Treviolo. Sua
principal característica é a doçura, com baixa acidez e amargor. Não muito
encorpado, possui um ótimo aftertaste. É uma café muito versátil e de
ótima qualidade, dificilmente se consegue estragá-lo durante a extração do
café.

Mais informações: http://www.treviolo.com.br/

Análise – Café Suplicy Torra Escura

Vou começar falando da embalagem, que possui uma válvula para restringir a entrada de ar e manter o aroma e qualidade do café por mais tempo. Uma presilha adicionada na parte superior da embalagem facilita a guarda do café depois de aberto. Esse detalhe é muito importante para quem não tem compartimentos selados para a guarda do café. Na embalagem estão presentes informações importantes sobre a origem e data que o café foi embalado.

Café Suplicy - Torra Escura

Café Suplicy – Torra Escura

O café, quando extraído, possui um corpo muito bom, a coloração caramelada e a densidade correta da espuma é muito fácil de se obter. Não precisei de muitas tentativas para achar a melhor configuração de extração para este café.

A sensação de baixa acidez e doçura com um leve tom de amargor garantem ao café um excelente aftertaste. O que mais apreciei neste café foi o leve toque de amargor e o excelente corpo.

Café Suplicy - Torra Escura

Café Suplicy – Torra Escura

O café em questão foi adquirido na cafeteria Suplicy de São Paulo, Itaim. Existem vários tipos de torras e blends à disposição do cliente.

Endereço:
R Dr. Renato Paes de Barros, 198 – Itaim Bibi
São Paulo – SP

[google-map-v3 width=”350″ height=”350″ zoom=”12″ maptype=”roadmap” mapalign=”center” directionhint=”false” language=”default” poweredby=”false” maptypecontrol=”true” pancontrol=”true” zoomcontrol=”true” scalecontrol=”true” streetviewcontrol=”true” scrollwheelcontrol=”false” draggable=”true” tiltfourtyfive=”false” addmarkermashupbubble=”false” addmarkermashupbubble=”false” addmarkerlist=”Rua Dr. Renato Paes de Barros, 198 – Itaim Bibi São Paulo – SP{}coffee.png{}Café Suplicy” bubbleautopan=”true” showbike=”false” showtraffic=”false” showpanoramio=”false”]