Café sem Açúcar?

-Nossa, como isso é amargo! – Essa foi minha frase depois de tomar meu primeiro café sem açúcar, ainda no primeiro dia do curso de barista. Essa frase foi dita minutos depois desta outra:

-Nunca vou tomar café sem açúcar!

Para quem me conhece, sabe que depois de dito, dificilmente mudo, mas, durante o curso, fui gradativamente convencido a retirar o açúcar do meu café e desde então, nunca mais misturei açúcar com café.

Antes de continuar, vou deixar uma coisa bem clara: o melhor café é sem dúvida o café que você gosta. O que mais tem hoje em dia é especialista querendo lhe convencer do contrário.

Cafeteira Italiana

Primeiramente, devemos saber um pouco da anatomia de nossa língua. Calma, não vou postar a foto de uma língua horrorosa somente pra explicar que sentimos o gosto das coisas através da língua. Em toda a superfície superior da língua temos células especializadas em “sentir o gosto” dos alimentos. Para simplificar, vamos nos preocupar apenas com salgado, azedo, doce e amargo e a localização de maior percepção sensorial.

Sentimos o gosto amargo na parte traseira da língua, ou seja, a parte mais próxima a garganta. O gosto doce vem da outra extremidade, a ponta da língua, já a acidez (azedo) pode ser mais notada nas laterais.

Faça uma pequena experiência pegando alguns alimentos ou bebidas de diferentes características, como salgado, azedo, doce e amargo e prove um de cada vez, deixando-os mais tempo na boca e tentando perceber onde você sente maior atividade na língua. Você notará que as partes da língua descritas acima irão se sobressair de acordo com a característica do alimento.

Dito isso, podemos voltar para o café!

O que buscar em um café?

Eu particularmente, procuro um café com excelente aftertaste, ou seja, um café que deixe na boca um gostinho bom. Também prefiro cafés com baixa acidez e amargor. Meu professor do curso de barista preferia café com amargor acentuado, por isso que eu digo, cada um sabe o que gosta.

Uma vez definido o que você gosta e como identificar isso anatomicamente, vamos ao açúcar. Eu costumo dizer que até chá de boldo fica gostoso com açúcar. O açúcar mascara o gosto das coisas, ele não deixa que você identifique as características do café. Dificilmente, perceberá a diferença de um bom café e de um péssimo café se você coloca açúcar. Tente por um tempo, tomar café sem açúcar, busque sentir as características deste café, anote e prove outro diferente, compare, faça desta atividade algo prazeroso e garanto que você nem perceberá que retirou o açúcar.

Sua vida ficará mais saudável e você se tornará mais um especialista em café!