Fazenda Movimento

Recebi um convite, através do pessoal da PCR, para conhecer Luiz Fernando e a Fazenda Movimento, situada na cidade de Areado, Minas Gerais. Assim que chegamos à fazenda, fomos recepcionados com uma mesa posta para o café da manhã, típico da hospitalidade mineira.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

Antes de começar a falar da fazenda, preciso fazer uma breve descrição de Luiz Fernando, que é o idealizador e mantenedor de tudo o que vi por lá. Formado em Engenharia Agrônoma, neto e filho de agricultores, por muitos anos foi um gigante produtor de batatas, até que um dia resolveu plantar café. Em 2008, começou a dar forma à Fazenda Movimento, planejando as ruas e glebas onde os cafezais seriam formados.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

A forma como os pés de café foram plantados é bem diferente da forma que estou acostumado a ver em fazendas produtoras. As fileiras de café são intercaladas com fileiras de braquiária – uma espécie de mato que geralmente é combatida. Luiz Fernando explicou-me que a associação do plantio de braquiária e café gera vários benefícios à lavoura. Quanto maior o tempo de associação, mais benefício se tira. Na parte da fazenda com mais tempo de plantio não se faz necessário o uso de pesticidas e herbicidas, pois o equilíbrio gerado pela associação café + braquiária + biologia do solo tende a se manter muito estável.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

A diferença para as outras fazendas não para por ai. Inquieto com a comodidade, Fernando resolveu experimentar – em uma parte da fazenda – uma técnica que ele usava em outras culturas e, até então, nunca tinha sido testada com o café. Ele acrescentou ao solo um produto estimulador da biologia da terra. A experiência foi tão bem sucedida que o inventor e dono da empresa que produz este produto resolveu vir lá da Alemanha para conferir os resultados. Graças ao Fernando, em menos de 1 ano esta empresa quadruplicou suas vendas no sul de Minas.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

Como consequência da disposição planejada das ruas e glebas, a colheita é quase que inteiramente mecanizada e 5 funcionário são suficientes para ajudar Fernando a cuidar de toda fazenda.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

Alguns outros detalhes me chamaram a atenção na colheita. A regulagem da colheitadeira está ajustada para retirar ‘quase’ todos os grãos de café sem sacrificar a planta. Geralmente, quando uma colheitadeira passa, a planta fica toda danificada, quase sem folhas, mas aqui isso não acontece. Posteriormente, dois funcionários fazem a colheita manual dos café que a máquina não tirou.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

Fernando não colhe o café varreção! Cerca de 5% a 15% da colheita do café cai no chão e recebe o nome de café varreção. Sua característica é ser de baixíssima qualidade. Os agricultores o colhem para aumentar um pouco seu rendimento e, sobretudo, para evitar uma praga que costuma aniquilar a lavoura. Com a associação de plantio que expliquei acima, essa praga não consegue prosperar neste cafezal e Fernando abre mão de colher e processar um café que é de baixíssima qualidade.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

A colheita é processada gleba a gleba. Cada pequeno lote é separado e rastreado por todo processamento. Fernando tem o controle de cada tipo de café que colhe, de onde veio, como foi processado, secado e armazenado. Nesta parte da produção, Fernando tem algumas outras inovações. Ele passa o café que é colhido verde por alguns processos que agregam qualidade e trazem excelência ao resultado final da produção.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

A secagem da colheita é feita em dois terreiros e os café são movimentados manualmente – para não danificar os grãos. Como mencionei acima, cada pequeno lote é separado e rastreado. Eles recebem do pessoal da  PCR notas e caracterização individuais.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

A antiga sede da fazenda foi toda restaurada, mantendo as características originais das fazendas produtoras de café. Os resíduos não tóxicos da plantação são todos reaproveitados nas fases de produção e os tóxicos são purificados para poderem voltar ao meio ambiente.

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

Não vejo um melhor nome para a Fazenda Movimento! Fernando está sempre inovando e sua mente encontra-se em um perpétuo e contínuo movimento. Por tudo que vi, não me surpreendo com a qualidade do Café Fazenda Movimento e garanto que surpresas boas vão brotar por aqui!

Fazenda Movimento

Fazenda Movimento

A produção deste ano está estimada em 4.000 sacos. Destes, 35% serão de cafés especiais ou micro lotes. Toda a produção é comercializa pela PCR.

 

Caffè D’Oro

Esta amostra de café foi-me enviada por Fábio Ruellas. Fábio é um especialista em café. Sua empresa, PCR, presta serviços de treinamento e aperfeiçoamento de todas as etapas envolvidas na produção do café. Isso lhe deixa em uma posição muito boa, pois está em constante contato com produtores de café, experimentando e classificando as safras produzidas.

O objetivo da marca Caffè D’Oro é incentivar as pessoas a buscarem um café de qualidade. A marca está sempre selecionando cafés superiores e incorporando-os ao seu blend. Infelizmente, esta marca não está tão disponível para compra. Atualmente, ela pode ser adquirida pelo site Caffè D’Oro e em alguns locais na região do Sul de Minas, principalmente na cidade de Areado.

Caffè D'Oro

Caffè D’Oro

Os grãos são muito bem formados, produzidos em Areado-MG, com torra média. Toda a produção é artesanal, os grãos são processados naturalmente, com variedades 100% Arábica. A peneira usada na separação é a 16, tipo 2/3.

A embalagem deixou um pouco a desejar pois, apesar de ter a presilha metálica que facilita a guarda e a válvula de respiro, não continha todas as informações desejadas. Entrei em contato com os responsáveis pela marca e fui informado que uma nova embalagem foi desenvolvida para corrigir esta falha.

Fiz a extração desta bebida tanto na máquina de espresso, como no coador de papel. Em ambos o resultado foi excelente! Usei para avaliação a extração na máquina de espresso, pois foi a forma que mais gostei da bebida.

Caffè D'Oro

Caffè D’Oro

O resultado foi uma bebida muito encorpada e incrivelmente balanceada, onde claramente percebe-se notas associadas ao chocolate, como cacau e baunilha. O corpo é o que mais se destacou, muito aveludado, envolve a boca e proporciona uma agradável experiência sensorial, deixando – ao final – um ótimo aftertaste.

Análise:

  • Facilidade de compra: 3,00
  • Embalagem: 3,50
  • Grãos: 4,50
  • Aroma pré extração: 5,00
  • Aroma pós extração: 5,00
  • Corpo: 5,00
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 5,00
  • Aftertaste: 5,00
Total de Pontos no Ranking: 46,00

Café Fazenda Movimento

Durante uma tarde de fevereiro, senti um forte e agradável aroma de café. Indaguei minha esposa se ela estava fazendo café. Minha surpresa foi quando ela respondeu, lá da cozinha, que tinha acabado de abrir esta amostra de café e não tinha começado a prepará-lo ainda.

A forma como o aroma se espalhou instantaneamente pela casa foi incrível. Dentre todas as amostras que eu já tive a oportunidade de receber, esta foi a que mais me espantou pelo aroma.

Café Fazenda Movimento

Café Fazenda Movimento

Preparei-o de diversas maneiras. Usei minha recém-adquirida Hario, usei a AeroPress e, posteriormente, a máquina de espresso. De todas as maneiras o resultado obtido foi muito bom.

Na Hario eu consegui uma bebida muito doce, frutada e encorpada. Na AeroPress, o aftertaste foi incrível. Por último, na máquina de espresso, a bebida extraída estava balanceada, doce e com uma acidez agradável. Me incomodou um pouco o amargor. Senti um amargor diferente, ainda não sei explicar. O aftertaste também foi muito agradável.

Café Fazenda Movimento

Café Fazenda Movimento

Deixando de lado minha impressão, a análise técnica deste café foi muito bem. Ele está presente em algumas grandes cafeterias, mas não consegui encontrá-lo em outros lugares, o que torna-o de difícil comercialização. A embalagem tem a válvula de respiro e as demais características importantes, mas peca em alguns detalhes, como por exemplo, as informações do produtor. Tais informações podem ser obtidas pelo site do produtor.

Os grãos são bem formados, a torra é de média a clara, característica que muito me agrada, pois você tem que ter um café muito bom para comercializá-lo com esta torra.

Análise:

  • Facilidade de compra: 4,00
  • Embalagem: 4,00
  • Grãos: 4,50
  • Aroma pré extração: 5,00
  • Aroma pós extração: 4,50
  • Corpo: 5,00
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 4,00
  • Aftertaste: 5,00
Total de Pontos no Ranking: 46,00

Via Specialty Coffee

Ganhei este café do meu grande amigo Luís Cláudio, que adquiriu-o diretamente das mãos do Jorge Assis – renomado degustador de café. Acredito que os cafés que compõem este blend sejam escolhidos a dedo.

A empresa responsável pelo café é a Monte Alegre Coffees e sua plantação fica na cidade de Areado/MG. Sua produção é, em grande maioria, destinada à exportação, principalmente para o Japão e outros países da Ásia e Europa. Você não o encontra muito por aí. Atualmente ele é vendido em alguns estabelecimentos em Minas Gerais, Espírito Santo e São Paulo e através de contato pelo site: viaspecialtycoffee.com.br

Via Specialty Coffee

Via Specialty Coffee

Seu ponto de torra é claro, o que neste caso garante à bebida aromas surpreendentes. O ponto de moagem desta amostra é fino, destinado exclusivamente para a extração em filtro de pano ou papel.

Via Specialty Coffee

Via Specialty Coffee

A bebida extraída é doce, praticamente livre de amargor e acidez e muito agradável ao paladar. Por se tratar de café de filtro, não é tão encorpada. Seu aroma pré e pós extração são uma experiencia à parte.

Via Specialty Coffee

Via Specialty Coffee

 

Análise:

  • Facilidade de compra: 3,50
  • Embalagem: 4,00
  • Qualidade do pó: 5,00
  • Aroma pré extração: 5,00
  • Aroma pós extração: 4,50
  • Corpo: 4,00
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 5,00
  • Aftertaste: 4,50

Total de Pontos no Ranking: 45,50