Análise – Café de Altura (Bolívia)

“Cavalo dado não se olha os dentes”! Esse é o ditado, mas peço desculpas à minha amiga Karolina, que me deu este café. Não pude resistir à tentação de analisá-lo!

Este café boliviano é cultivado em grandes altitudes e, segundo o site do produtor, é cultivado na sombra e colhido somente os grãos maduros. Esta prática de colheita eleva em muito a qualidade do café – gostaria muito de vê-la sendo praticada aqui no Brasil com mais frequência.

Como este café já veio moído, não pude analisar os grãos e ponderei por muito tempo acerca de como fazer com a nota deste quesito. Uma análise mais profunda nos quesitos de equilíbrio me levaram a acreditar que os grãos só poderiam ser bons e regulares, por isso vou dar uma nota 4,00 – mesmo não tendo-os visto.

Usei o método de extração por coador de papel e fui muito feliz já na primeira extração.

Café de Altura - Coador

Café de Altura – Coador

Extremamente aromático, tanto antes como depois da extração, seu perfume foi cômodo a cômodo deixando sua marca aqui em casa.

Café de Altura

Café de Altura

O que mais me chamou à atenção na bebida foi o incrível equilíbrio entre amargor, doçura e acidez. Não pude perceber nenhum deles se sobressaindo, era como se estes quesitos não existissem e existissem ao mesmo tempo.

Café de Altura

Café de Altura

Resultado da análise:

  • Facilidade de compra: 1,00
  • Embalagem: 4,00
  • Qualidade do pó: 4,00
  • Aroma pré extração: 4,50
  • Aroma pós extração: 4,50
  • Corpo: 3,50
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 5,00
  • Aftertaste: 4,50
Total de pontos no Ranking: 41,00 pontos

Análise – Prima Qualità Gourmet

O café Gourmet Prima Qualità –  especial para espresso – tem sua origem no Sul de Minas e Cerrado Mineiro. De acordo com o fabricante (Cooperativa Cooxupé), os grãos utilizados são de origem 100% arábica, com torração clara.

Uma grande vantagem deste café é que ele pode ser facilmente encontrado em empórios e também em grandes redes de supermercados. Além disso, pode ser encontrado à venda pela Internet.

Prima Qualità Embalagem e Grãos

Prima Qualità Embalagem e Grãos

Seus grãos são muito bem selecionados, todos com uma boa isometria e aparência. Um aroma forte e marcante de café.

Com um sabor ligeiramente amargo, um gostoso aftertaste, esse café é um excelente custo beneficio. Vale a pena tê-lo em sua despensa.

Café Prima Qualità

Café Prima Qualità

Resultado da análise:

  • Facilidade de compra: 4,50
  • Embalagem: 5,00
  • Grãos: 4,00
  • Aroma pré extração: 4,50
  • Aroma pós extração: 4,00
  • Corpo: 4,50
  • Acidez: 4,00
  • Doçura: 4,00
  • Amargor: 3,50
  • Aftertaste: 4,00
Total de pontos no Ranking: 42,00 pontos

 

Análise – Nostic Café (México)

De origem mexicana, este é um café muito saboroso. Segundo o fabricante, ele é produzido de forma orgânica, o que nos assegura melhor qualidade de vida.

Nostic Café

Nostic Café

Comprei-o em uma viagem que fiz a Cancún. Ele é primeiro café que será analisado conforme meu novo critério de avaliação.

  • Facilidade de compra: 1,00
    • Este café foi adquirido no aeroporto de Cancún e, segundo informações do site http://www.nosticcafe.com/, só é vendido no México.
  • Embalagem: 4,00
  • Grãos: 3,00
    • Não encontrei impurezas, porém os grãos não são de tamanho uniforme e possuem várias imperfeições em sua geometria. Todos aparentam ter o mesmo ponto de torra.
  • Aroma pré extração: 3,00
  • Aroma pós extração: 3,00
  • Corpo: 4,50
    • Uma bebida encorpada, porém, sua espuma deixou um pouco a desejar.
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 4,00
    • Este café é bem balanceado, entretanto, puxa um pouco para o amargo.
  • Aftertaste: 4,00

Total de Pontos no Ranking: 36,50

 

Análise – Café Madame D’Orvilliers Espresso

A embalagem deste café é como a maioria das embalagens de um café de qualidade, contém todas as informações sobre a procedência e validade do café, porém, não tem o feixe metálico que facilita a guarda. Logo que se abre a embalagem, o ambiente é tomado por um delicioso buquê de aromas, sugiro passar alguns minutos apreciando.

Madame D'Orvilliers - Embalagem

Madame D’Orvilliers – Embalagem

O café de origem mineira, é produzido no cerrado –  Fazenda Império – e possui alguns selos de qualidade, entre eles o Gourmet. Fiz uma análise dos grãos e não achei corpos estranhos, mas os grãos não tinham a perfeição e isometria que o selo Gourmet exige.

Quando extraído, é muito encorpado, perfeitamente balanceado, ou seja, existe uma perfeita harmonia entre acidez, amargor e doçura, com uma ligeira tendência à doçura, deixando na boca um delicioso aftertaste.

Este café me agradou muito e tem todas as qualidades que procuro em um café.

Análise:

  • Facilidade de compra: 4,00
  • Embalagem: 4,00
  • Grãos: 3,00
  • Aroma pré extração: 4,50
  • Aroma pós extração: 4,50
  • Corpo: 4,00
  • Acidez: 4,50
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 4,50
  • Aftertaste: 4,50
Pontuação Total no Ranking: 42,50
Café Madame D'orvilliers

Café Madame D’orvilliers

Maiores informações podem ser adquiridas no site: http://www.madamedorvilliers.com.br

 

Análise – Café Treviolo Espresso

Esse é um dos cafés que mais aprecio. Costumo comprar embalagens de 500g,
fechadas a vácuo. As embalagens da Treviolo deixam um pouco a desejar,
pois dificilmente elas vêm com a válvula para controle de ar ou presilhas
para facilitar a guarda. As embalagens são voltadas para cafeterias, por
isso recomento que acondicione o café depois de aberto em um recipiente
selado.

Para consumo doméstico, as embalagens menores de café em grãos e moído – de125g – são mais práticas e funcionais.

Café Treviolo - 125g

Café Treviolo – 125g

Esse blend é o padrão das cafeterias e carro forte da Treviolo. Sua
principal característica é a doçura, com baixa acidez e amargor. Não muito
encorpado, possui um ótimo aftertaste. É uma café muito versátil e de
ótima qualidade, dificilmente se consegue estragá-lo durante a extração do
café.

Mais informações: http://www.treviolo.com.br/

Análise – Café Suplicy Torra Escura

Vou começar falando da embalagem, que possui uma válvula para restringir a entrada de ar e manter o aroma e qualidade do café por mais tempo. Uma presilha adicionada na parte superior da embalagem facilita a guarda do café depois de aberto. Esse detalhe é muito importante para quem não tem compartimentos selados para a guarda do café. Na embalagem estão presentes informações importantes sobre a origem e data que o café foi embalado.

Café Suplicy - Torra Escura

Café Suplicy – Torra Escura

O café, quando extraído, possui um corpo muito bom, a coloração caramelada e a densidade correta da espuma é muito fácil de se obter. Não precisei de muitas tentativas para achar a melhor configuração de extração para este café.

A sensação de baixa acidez e doçura com um leve tom de amargor garantem ao café um excelente aftertaste. O que mais apreciei neste café foi o leve toque de amargor e o excelente corpo.

Café Suplicy - Torra Escura

Café Suplicy – Torra Escura

O café em questão foi adquirido na cafeteria Suplicy de São Paulo, Itaim. Existem vários tipos de torras e blends à disposição do cliente.

Endereço:
R Dr. Renato Paes de Barros, 198 – Itaim Bibi
São Paulo – SP

[google-map-v3 width=”350″ height=”350″ zoom=”12″ maptype=”roadmap” mapalign=”center” directionhint=”false” language=”default” poweredby=”false” maptypecontrol=”true” pancontrol=”true” zoomcontrol=”true” scalecontrol=”true” streetviewcontrol=”true” scrollwheelcontrol=”false” draggable=”true” tiltfourtyfive=”false” addmarkermashupbubble=”false” addmarkermashupbubble=”false” addmarkerlist=”Rua Dr. Renato Paes de Barros, 198 – Itaim Bibi São Paulo – SP{}coffee.png{}Café Suplicy” bubbleautopan=”true” showbike=”false” showtraffic=”false” showpanoramio=”false”]