Análise – Melitta Spresso Gourmet

A Melitta é uma marca muito difundida no Brasil. Não tem como pensar em um café de coador e não se lembrar da marca. O problema é que a cultura em que os cafés de coadores mais antigos estão inseridos é um pouco diferente desta nova cultura, que se espalha entre os adeptos do café de qualidade.

Quando vi este café à venda no mercado, não pude resistir. Comprei para verificar se realmente a marca entendeu o anseio dos novos consumidores de café.

Melitta Spresso Gourmet

Melitta Spresso Gourmet

A embalagem é impecável, muito bem desenhada, com muitas informações sobre o produto, inclusive modo de preparo. Minha única consideração é que não existem as abas metálicas – que facilitam a guarda do produto depois de aberto.

O aroma pré extração é muito intenso, como de costume nos cafés em pó, já comercializados pela marca há muito tempo.

Os grãos foram minha grade decepção neste café. Encontrei muitos grãos defeituosos e quebrados, com diferentes pontos de torra. Sinceramente, não acredito que um selo Gourmet possa ser dado a um café com tantos defeitos assim nos grãos.

Melitta Spresso Gourmet

Melitta Spresso Gourmet

O aroma perdeu a identidade após a extração, diminuindo muito de intensidade.

A bebida ficou com um bom corpo, relativamente bem balanceada, com uma tendência à acidez. Minha surpresa positiva ficou por conta do aftertaste já que, com os defeitos do grãos, eu não esperava muito para este quesito, que realmente me surpreendeu.

Recomendo este café para pessoas que consomem em grande quantidade, geralmente em empresas, pois seu preço é inferior aos demais cafés gourmet, mas sua qualidade não deixa muito a desejar.

Análise:

  • Facilidade de compra: 4,50
  • Embalagem: 4,50
  • Grãos: 1,50
  • Aroma pré extração: 4,00
  • Aroma pós extração: 2,50
  • Corpo: 4,00
  • Acidez: 3,50
  • Doçura: 4,00
  • Amargor: 4,00
  • Aftertaste: 4,50
Total de Pontos no Ranking: 37,00

 

5 ideias sobre “Análise – Melitta Spresso Gourmet

  1. EU GOSTO MUITO DOS PRODUTOS MELITTA, VAMOS VER SE ESSE CAFÉ ACIMA QUE COMPREI NESTE SÁBADI, VAI FAZER COM QUE O MOINHO QUE COMPREI NA QUINTA FEIRA, VÁ FUNCIONAR COMO DESEJO. ASSIM ESPERO.

  2. Achei a torra dos grãos muito abaixo da média, já que tenho preferência por um café um pouco mais forte. Pessoalmente para mim a bebida resultante deixou a desejar, pois achei o café fraco e sem aquela fragrância caracterisitica de um café mais encorpado.

  3. Apesar do alto índice de quebra dos grãos, melhor café custo/benefício. É um café de torra média, mas não perde a intensidade depois do preparo. Se aproveita melhor se moído na hora e com o uso da cafeteira italiana moka. Não esquecer de guardar o café na geladeira, na parte mais baixa onde são guardados os legumes em recipiente hermético.

Deixe uma resposta