Análise – Deadman’s Reach – Dark Roast (Alaska)

Com essa onda interminável de frio, fui buscar inspiração para minha próxima análise no extremo norte do planeta, inspirado no explorador Alexander Baranov. Descobri que o Alasca tem uma grande variedade de Blends de café.

Deadman’s Reach

Deadman’s Reach

A região do Arquipélago Alexander possui um grande banco de areia chamado Deadman’s Reach, que dá nome ao café desta análise. Produzido pela Raven’s Brew Coffee Inc, este café pode ser adquirido pela internet, mas ainda não descobri como recebê-lo no Brasil.

Como era de se esperar, a embalagem atende os requisitos de um café gourmet. Os grãos são maiores que os brasileiros, possuem uma boa isometria e são muito brilhantes.

O café extraído é muito cremoso e encorpado, possui um perfeito equilíbrio entre amargor, acidez e doçura, tendendo levemente ao amargor. Seu aftertaste é fantástico!

Análise:

  • Facilidade de compra: 1,00
  • Embalagem: 5,00
  • Grãos: 5,00
  • Aroma pré extração: 4,50
  • Aroma pós extração: 4,50
  • Corpo: 5,00
  • Acidez: 5,00
  • Doçura: 5,00
  • Amargor: 4,50
  • Aftertaste: 4,50
Total de Pontos no Ranking: 44,00
Deadman’s Reach

Deadman’s Reach

Com um sabor forte, esse é o café ideal para combater o frio do inverno, que aparentemente veio pra ficar!

 

*** Agradeço meu irmão Pedro e minha cunhada Fernanda por terem lembrado de mim em plena lua-de-mel, me presenteando com este delicioso café.

5 ideias sobre “Análise – Deadman’s Reach – Dark Roast (Alaska)

Deixe uma resposta